/* Facebook pixel script */ /* End Facebook pixel script*/
Busca

Play R

Notícias

A Democratização do Ensino pela Internet

07
jun
A Democratização do Ensino pela Internet

Por Paulo Toth

Vamos falar de um assunto muito em voga no momento: a internet e os artigos e vídeos que ensinam praticamente de tudo, desde como fazer um nó até como construir uma bomba!

Aulas de guitarra na internet

Vou concentrar-me somente na minha área, a música e a guitarra. A cada dia estouram na rede novos vídeos, novos professores dedicando-se ao ensino de guitarra, cada um com uma nova técnica, uma nova didática, um método revolucionário etc.

Isso é extremamente saudável para a democratização e propagação do ensino musical e sou totalmente favorável a esse novo veículo de comunicação. Mas nem tudo são flores… Com a facilidade que existe de gravar um vídeo doméstico, a rede foi inundada com uma enxurrada de vídeos, muitos de qualidade deplorável, de pseudos professores e ditos “mestres” na didática musical. Verdadeiros mágicos, com técnicas e “metodologias” que beiram do insano ao ridículo. Cursos que apregoam mundialmente pela web milagres como “Técnica e velocidade em 5 aulas ou “Curso de harmonia em 4 horas” e mais, “Técnica para tocar de ouvido”.

Agora vocês devem estar se perguntando: “o que esse tonto está falando? Ele vive postando vídeo-aulas na web!” Pois é exatamente por esse motivo que escrevo esse artigo. Sempre tive a intenção de fazer vídeo. Sempre gostei desse tipo de mídia. Quando tive a oportunidade de adquirir uma câmera e ter acesso ao Youtube, iniciei esse projeto. Como não tenho pinta de Brad Pitt e estava um pouquinho velho para os filmes “adultos” e meu ramo de atuação era aulas de guitarra, fui por esse caminho. Foi aí que vi que o buraco era mais fundo do que eu imaginava!

Atenção ao Conteúdo

Bem, mas antes de falar do vídeo, vamos ao mais importante: o conteúdo. O vídeo hoje é o papel de antigamente, ou seja, como diz o ditado “o papel aceita tudo”, hoje o vídeo também. Qualquer um pode pegar uma câmera, falar um monte de bobagens e postar em qualquer lugar pois não existe controle. E eu não quero que tenha controle pois se existir um controle aí é censura e a web deve ser livre!

Mas nós, você que assiste tem que saber diferenciar o bom do ruim, a boa informação da ruim. Lembremos o sábio que dizia: “tudo me é permitido, mas nem tudo me é licito”. Resumindo, “tá” tudo aí mas nem tudo presta. Como diferenciar? É fácil e ao mesmo tempo difícil, mas veja: “Perca 10 kg em 1 semana comendo feijoada”. Outra: “Traga seu usado, leve um zero e ainda saia com troco“. Mais uma: “Aqui você entra, come, bebe e não paga”. Até aí ficou fácil, certo? Mas existem as armadilhas que você deve ficar esperto para não cair.

Minha recomendação é sempre procurar recomendações de quem faz o vídeo, o currículo da pessoa. Pesquise sobre as informações fornecidas no vídeo e compare, seja criterioso, chato até, mas não mal educado nem grosso com a pessoa do vídeo. A rede é livre mas a lei é para todos!

Só para complementar, quando dei início ao meu processo de “videomaker”,fiz meu 1º vídeo numa sala de aula da escola com o som da câmera, luz da sala, achando que estava o máximo! Bem…anos depois, muitos $$$ depois, muitas decepções depois, muitos softwares depois, muitas luzes depois, muitas placas de vídeo depois, muitas edições depois, hoje eu gasto em torno de 2 horas só para montar minha sala para a gravação de um vídeo para depois ainda ficar mais umas 8 ou 10 horas editando. Vejam a evolução dos meus vídeos acessando meu canal do Youtube.

Grande abraço a todos e até o próximo encontro.

Paulo Toth

Paulo Toth Guitarrista, proprietário da Blue Note Ensino Musical, é endorse de GBS Pro Instrumentos e de ChickenPicks Palhetas. http://www.bluenotemusical.com.br

Deixe um comentário