/* Facebook pixel script */ /* End Facebook pixel script*/
Busca

Play R

Notícias

Destruidores de Carreira: As melhores maneiras de arruinar as chances de sucesso na música!

15
fev
Destruidores de Carreira

Por redação CDBaby.com

Em qualquer lugar e a qualquer hora do dia existe algum músico talentoso em algum lugar do planeta que toma a decisão de colocar o seu lado artístico em segundo plano a favor de uma carreira mais estável.

Apesar de jurar que continuará com a música em seu tempo livre, essa simples mudança de mentalidade pode significar que escrever músicas e fazer shows serão atividades que ficarão sempre “no banco de trás do carro” quase todo o resto de sua vida. Sempre para depois.

De certa forma, é muito doloroso fazer música quando se toma esta decisão porque você lembra de todos os sonhos que tinha e isso lhe dá a sensação de fracasso. Mesmo os músicos mais comprometidos podem se sentir reduzidos a nada depois de anos fazendo shows vazios e enviando centenas de demos sem nenhuma resposta.

Mas quando você começar a reconhecer os erros comuns que está cometendo, será capaz de evitá-los e de continuar com o verdadeiro trabalho de criar músicas que seus fãs apreciarão.

Destruidor de Carreira nº 1: Não trabalhar em sua música todo dia

Você pode passar a vida inteira aprendendo marketing musical e ainda assim falhar se não tiver uma boa música para promover, mas você pode esquecer todo o marketing e ainda fazer isso muito bem se sua música estiver “no ponto”. O ideal, porém, é encontrar o equilíbrio perfeito entre o marketing e a criação musical.

Comprometa-se a trabalhar em suas habilidades musicais durante uma hora por dia e  faça o seu marketing em qualquer outro horário que você tenha disponível. Você pode transformar isso num jogo, então de vez em quando vá em seu canal no Youtube e veja o tipo de música que você estava escrevendo há 3 meses atrás. Durante esse tempo, você pode começar a notar uma melhora se você trabalha em sua música e composições diariamente.

Destruidor de Carreira nº 2: Não disponibilizar nenhum artigo para venda

Muitos músicos pisam na bola nessa etapa: eles produzem boa música, mas então sentem-se mal e não pedem para as pessoas comprarem. Ou eles realmente tentam e vendem, mas por não se sentirem confortáveis, ficam nervosos e fazem um péssimo trabalho de vendas. Então, se você não tem nada a venda em seu site, não faça nada até que tenha algo. Pode ser algo simples, como uma assinatura de R$10 por mês para enviar a música da semana no e-mail de cada assinante.

Destruidor de Carreira  3: Não fazer ao menos uma ação de marketing por dia

Eu mencionei a importância do progresso diário com sua música, mas tão importante quanto, é a capacidade de dar um passo por dia para colocar sua música no mundo, e ao alcance de um fã interessado.

Veja, marketing musical é como tentar empurrar um carro só com suas mãos. De início, parece que não irá se mover, mas então você começa com um pequeno movimento e antes que perceba, você irá de forma constante e previsível. De vez em quando, você cruzará com uma ladeira onde poderá sentar e deixar as coisas rolarem, tudo o que você tem a fazer é conduzir.

Mas se você começar a empurrar por apenas 5 segundos e depois parar por alguns dias, e depois voltar e tentar novamente por 5 minutos, você nunca desenvolverá energia cinética suficiente e a tarefa nunca ficará fácil.

Um dos maiores desafios que os músicos independentes modernos enfrentam é a persistência porque algumas coisas surgirão na sua vida e elas parecerão mais divertidas ou mais importantes do que trabalhar na divulgação da sua música.

Mas um pouco de foco em um projeto muito legal pode funcionar como mágica – tudo que você precisa fazer é se lembrar porque isso é importante e porque você decidiu começar a aprender marketing musical. No meu caso, foi para me sentir capaz de trabalhar para mim mesmo e para não entrar numa corrida de ratos, fazendo esforço em vão que não me levará a lugar algum. Acho que a ideia de saber mais sobre divulgação musical sempre me permite focar no que é realmente importante.

Destruidor de Carreira nº 4: Entediar seus fãs tocando “o de sempre”

Nem dá pra dizer quantas vezes eu já vi isso acontecer. Você vai a um show e vê uma banda arrebentar tocando algumas músicas incríveis, mas toda vez que você os assiste, eles tocam sempre o mesmo setlist, sempre as mesmas coisas. O ponto de partida é que um bom repertório não faz uma carreira.

Certifique-se de compor algo novo todos os dias e os bons resultados estarão garantidos. Você mostrará às pessoas que consideram sua música um investimento (um fã, uma gravadora) que você está fazendo um compromisso de ser constantemente produtivo, agora e no futuro.

Destruidor de Carreira nº 5: Tocar em todo o tipo de show que aparecer

Quando você está no início da carreira, até pode tocar em todo o show que aparecer pois isso é uma experiência válida e que pode também te ajudar a economizar o dinheiro de ensaios. Porém, isso se torna um destruidor de carreira quando você continua a tocar em todo lugar que oferecem, seja bom ou ruim, na esperança de que isso possa se converter em novos fãs.

Tocar em lugares vazios e sem cachê não só é péssimo mas também é como um câncer para sua carreira pois vai destruir o seu entusiasmo. Da próxima vez que oferecerem a oportunidade de um show ruim, recuse e passe esse tempo pensando e trabalhando para conseguir o show perfeito. Um show realmente bom vale cem lugares vazios.

Destruidor de Carreira nº 6: Ter inveja de outros artistas

Ninguém se sente feliz em relação à inveja, mas ela é natural, certo? Você trabalha em sua audiência por meses tentando conseguir mais visitas em seu site, e então vê que um outro músico tem destaque na imprensa e você sabe que em apenas um dia ele terá mais visitas do que você conseguiu nos últimos 3 meses. Tenho certeza que você deve ter sentindo algo assim em algum momento.

Mas se você fizer uma pequena mudança na forma de pensar, pode ter uma nova perspectiva com o sucesso dos outros. Quando você vê um outro músico fazer algo legal como tocar em uma rádio, assinar com alguma gravadora ou aparecer na imprensa, pense da seguinte maneira: “Bacana, isso significa que eu também tenho a oportunidade de fazer a mesma coisa pois esse cara só me revelou uma outra oportunidade e eu também posso usar isso para divulgar minha própria música.”

Se você chegar ao ponto de seguir outros músicos que tenham uma base de fãs similar à sua, usando o Google Alerts, poderá receber atualizações diárias de ofertas com novas oportunidades para se conectar à pessoas que estarão abertas ao seu trabalho pois eles têm algo semelhante.

Esta estratégia eu chamo de “Pegar Rabeira”, pois você pega carona no trabalho feito por outros músicos e empresas de opinião pública, e isso vai lhe adiantar um grande trabalho de pesquisa de marketing.

Vá direto ao ponto

Chega o momento na vida de todo o músico de sucesso, quando já conquistou bastante respeito do mundo, que de repente os números de seu Twitter e Facebook sobem todo dia e o tráfico de seu site acaba aumentando por si só.

Esta é a hora no qual fãs entusiasmados começam a se tornar suas máquinas automáticas de promoção, e se você desistir antes disso tudo acontecer você nunca saberá como seria.

Depois de ter atingido o ponto certo você pode voltar um pouco para a promoção da sua música e focar muito mais no processo criativo.  

Promover sua música com atenção e regularmente por um período de tempo prolongado lhe trará grandes recompensas, especialmente se você tiver esses “destruidores de carreira” em mente e se mantiver preparado.

Como Bon Jovi disse uma vez:

“Oh, you got to KEEP THE FAITH!!!” (Você tem que manter a fé!)

Comentários
Deixe um comentário